Publicado em Deixe um comentário

Jiu-Jitsu não tem idade! Só superação.

O jiu-jitsu é um esporte sem fronteiras, onde os mais diversos tipos de pessoas se encontram e descobrem algo em comum. Abaixo segue o depoimento de um amigo que começou tarde no esporte, mas isso não foi problema para esse grande guerreiro.

Minha primeira graduação

“Comecei tarde já com 47(quarenta e sete) anos, empurrado por um genro, que inssistiu muito. Fui na primeira aula apenas para olhar e saber do que se tratava o jiu-jitsu.

Desde então muitas coisas mudaram e melhoraram, perdi peso e consequentemente melhorei minha qualidade de vida, fiz novos amigos, que logo se tornaram família ou melhor famílias porque toda academia de jiu que visito adquiro novos irmãos, filhos, tios e avós. Cada treino é um aprendizado e cada graduação é uma emoção muito grande. 

Graças a jiu com os exercícios nos treinos e o apoio dos colegas e amigos hoje com 51(cinquenta e um) anos e teinando 3(três) vezes por semana me sinto muito bem, mas não posso parar porque é viciante.

Hoje com graduação de faixa roxa meus treinos são leves, não sou competidor mas sempre gosto de estar perto e ajudando como posso os amigos que são.”

O esporte une as pessoas, traz benefícios para a saúde e a mente, devemos estar sempre fazendo o que gostamos e com quem gostamos.

Caso tenha alguma sugestão de publicação não existe em deixar nos comentários. Obrigado até a próxima.

Deixe uma resposta